sexta-feira, abril 28, 2006

quando uma conversa faz uma noite...

E assim foi!
Uma noite como tantas outras, a mesma combinação de sempre - ir ter ao porto - mas desta vez a um sítio diferente, não habitual: O Piolho! Esse café tão característico da Baixa Portuense, o primeiro café universitário da Invicta, palco (julgo e imagino eu) de tantas discussões, onde desde há tanto tempo os estudantes se reunem para tomar um copo.
Nada premeditava uma noite tão agradável e uma conversa tão fluída. Engraçado encontrar gente que se deixa envolver e se questiona sobre as coisas do coração. Porque essas dúvidas existem e fugir a elas é, na minha opinião, perder, aos bocadinhos, a alma.
Tens medos, tens certezas e dúvidas, e sentes uma vontade enorme de falar sobre elas. Não te apoquentes...com o passar do tempo as coisas ficam mais claras. Não queiras, nunca, é enganar-te e não vivas como se tudo fosse simples. Desculpa se sou muito "dura", mas esta é a verdade. A vida vive-se e sente-se, não se simplifica. Porque, aí, perderia toda a graça...
E é ao pensar na conversa que tivemos (nós que apenas nos conhecêramos nessa noite) que te deixo esta música...

LATELY

Lately, I have had the strangest feeling with no vivid reason here to find.
Yet the thought of losing you’s been hanging’round my mind!
Far more frequently you’re wearing perfume with you say no special place to go,
But when I ask will you be coming back soon,
You don’t know, never know...

Well, I’m a man of many wishes
Hope my premonition misses
But what I really feel my eyes won’t let me hide
Cause they always start to cry
Cause this time could mean goodbye

Lately I’ve been staring in the mirror very slowly picking me apart,
Trying to tell myself I have no reason with your heart.
Just the other night while you were sleeping I vaguely heard you whisper someone’s name,
But when I ask you of the thoughts your keeping you just say nothing’s changed

Well, I’m a man of many wishes
I hope my premonition misses
But what I really feel my eyes won’t let me hide
Cause they always start to cry
Cause this time could mean goodbye, goodbye
Oh, I’m a man of many wishes
I hope my premonition misses
But what I really feel my eyes won’t let me hide
Cause they always start to cry
Cause this time could mean GOODBYE

2 Comments:

Blogger pim said...

e é porque a vida não é simples que vale a pena insistir naquilo que acreditamos...só porque correu mal hoje, não quer dizer que também corra mal amanhã. Porque a vida não é assim tão simples...

08 maio, 2006 03:15  
Anonymous Anónimo said...

buy carisoprodol, buy fioricet, buy paxil online, buy generic cialis
Maybe it's will help somebody

03 abril, 2007 16:44  

Enviar um comentário

<< Home