terça-feira, maio 31, 2005

pelo jornalismo ou por meio do jornalismo...???

Se me perguntarem porque escolhi este futuro a resposta afigura-se deveras fácil...
Não me vejo presa, não me vejo rotineira, não me vejo sedentária...
PELO CONTRÁRIO!
imagino-me mutável, imagino-me livre, imagino-me de qualquer lugar ...
Este mundo que escolhi faz-me sentir preenchida; algo que eu não sei se vou poder/querer fazer para o resto da vida mas a que posso sempre voltar porque não tenho dúvida que me fará feliz! Sinto-me pelo jornalismo, pela novidade, pelo exclusivo, pela incerteza do que poderá vir depois...sinto-me pela emoção, pela "pica", pelo stress e pela exigência de verdade...
Não sonho aparecer, mas fazer...
Não sonho ser reconhecida, mas reconhecer...
Não sonho alcançar, mas crescer...
Não sonho destruir, mas edificar...

Começo com vontade de mudar o mundo, e de me sentir acompanhada nesta vontade! O mundo do jornalismo é um "mundo de cão", quando deveria ser exactamente o contrário! Impera o ser por meio do jornalismo, onde o que conta é aparecer, ser reconhecido, pisar para poder chegar mais alto! Desaparece a ombridade que caracteriza a juventude, para dar lugar à individualidade de eu querer ser o melhor. Já não queremos construir juntos...

sinto-me como um peixe fora de água...!

Aos que trabalham gostava de perguntar...
Perguntar simplesmente se são pelo jornalismo ou se por meio do jornalismo?


"It was just another night
With the sun set
And the moon rise not so far behind
To give us just enough light
To lay down underneath the stars
Listen to all the translations
Of the stories across the sky
We drew our own constellations"
(Jack Johnson - Constellations)



4 Comments:

Blogger maria said...

o que vale é que ainda há momentos que fazem tudo valer a pena...

03 junho, 2005 01:36  
Blogger hooey said...

Nice blog Maria. I, too, have a blog; a very progressive one.
http://educationalvignette.blogspot.com/

04 junho, 2005 15:41  
Anonymous Anónimo said...

O que importa não é ser «por meio» ou «pelo» jornalismo, o que importa é ser pelas pessoas, pelas suas ânsias, pelas suas necessidades... o que importa é ajudar, com pouco que seja, a edificar um mundo melhor!
eu acredito que com um papel e uma caneta, com um microfone e uma câmara, ou com um minidisc na mão, nós somos capazes...
Acho que descobri, recentemente uma grande verdade: o segredo para sobreviver neste mundo cão(como tão bem lhe chamas), é olhar em frente, sempre em frente e acreditar naquilo que nos preenche, que nos realiza, que nos faz continuar a ser jornalistas...
Mas eu sei que a desilusão, mais cedo ou mais tarde, acaba por chegar...espero que nunca te deixes vencer por ela...

alguém que sabe bem do que falas

08 junho, 2005 18:54  
Anonymous Anónimo said...

O que importa não é ser «por meio» ou «pelo» jornalismo, o que importa é ser pelas pessoas, pelas suas ânsias, pelas suas necessidades... o que importa é ajudar, com pouco que seja, a edificar um mundo melhor!
eu acredito que com um papel e uma caneta, com um microfone e uma câmara, ou com um minidisc na mão, nós somos capazes...
Acho que descobri, recentemente uma grande verdade: o segredo para sobreviver neste mundo cão(como tão bem lhe chamas), é olhar em frente, sempre em frente e acreditar naquilo que nos preenche, que nos realiza, que nos faz continuar a ser jornalistas...
Mas eu sei que a desilusão, mais cedo ou mais tarde, acaba por chegar...espero que nunca te deixes vencer por ela...

alguém que sabe bem do que falas

08 junho, 2005 18:56  

Enviar um comentário

<< Home